13 de nov de 2007

CEO da Symbian diz que Android é apenas mais uma distro Linux


O CEO da Symbian, Nigel Clifford, disse que a nova plataforma para celulares do Google, chamada de Android, é apenas mais uma para ser adicionada à lista ao ser questionado em recente conferência em Tokio. "deve haver 10, 15, 20, talvez 25 plataformas Linux por aí. Às vezes parece que o Linux está se fragmentando mais rápido que se unificando.
A Symbian reconhece o compromisso open source do Google e vê isso como uma coisa boa, disse Clifford. O Symbian será um concorrente osso duro de roer do Google.
O android está sendo desenvolvido pelo Google e outros parceiros sob o teto da Öpen Handset Alliance". A plataforma é baseada no Linux e outros elementos de código aberto e oferecerá um conjunto completo de recursos para celulares, incluindo um sistema operacional, interface customizável e aplicativos diversos.
Muitas empresas grandes da indústria wireless têm colocado seus nomes por trás da OHA, incluindo operadoras como T-Mobile, NTT DoCoMo, Sprint Nextel, Telecom Italia e China Mobile, fabricantes como Samsung Electronics, LG Electronics, Motorola e HTC; e outras como a Intel, Ebay, NVidia, Qualcomm, e Texas Instruments. Acho que tal associação não deve ser ignorada.
Clifford parece estar por demais calmo diante da situação, era de se esperar, já que o Symbian tem abocanhado boa parte do mercado de smartphones em todas as regiões com excessão da américa do norte.
"Se você olhar para o nosso market share, verá que não somos nenhum desconhecidos competindo com as grandes marcas.", disse Clifford. "Um outro elemento é olhar onde está a grnade oportunidade, e eles estão competindo dentro de nossa carteira de clientes que estão usando nosso produto customizados".
O curioso é que três grandes clientes da Symbian - Samsung, LG e Motorola - fazem parte da OHA, então as duas plataformas irão competir para pegar os aparelhos dessas fabricantes.
"Somos líderes de mercado e iremor permanecer como líderes", frase do sr. Clifford. Clifford esteve em Tokio para participar do Symbian Summit. O Japão é o seu maior mercado e a plataforma pode ser encontrada em 64 modelos de celulares com vendas em cerca de 30 milhões de unidades.

Tive a oportunidade de ver um A1200, cujo S.O. é baseado em Linux, eu particularmente não o considerei um smartphone verdadeiro, pra mim o ponto forte de um smartphone é ser totalmente personalizável e ter a capacidade de se instalar novos aplicativos (não essas coisas feitas em JAVA, digo aplicativos de verdade) para atender nossas necessidades, e nisso o Symbian é imbatível, nem mesmo a microsoft conseguiu bate-lo, até agora só consegui ver algumas coisas em Java rodando no A1200, java em celulares é lento e feio e tirou todo o brilho do aparelho, uma lástima, espero que o Android não seja "mais um pra se por na lista".

Nenhum comentário: